Obrigado, minha amiga!

A amizade é eterna,
Mas nem por isso podemos deixar a plantinha sem água,
sem amor. E sem a conversa diária com ela.
Temos que fortificá-la e deixá-la com as raízes fortes.
Resistentes contra as tormentas. E aos vendavais.
Muita coisa pode acontecer, pois estamos no mundo que tudo acontece.
E
Essa plantinha representa a nossa vida.
A nossa história!
Com todo amor, amizade e harmonia.
Além desse amor maravilhoso.
Nós somos, como se fossemos, irmãos siameses.
E juntos, no sentido da eternidade,
conseguiremos alcançar e melhorar o nosso papel aqui na terra.
Muitas coisas já sabemos.
Precisamos saber mais. Estudar mais. Dialogar mais.
Pois o futuro está chegando rápido demais.
O passado deixou de ser passado.
O presente está deixando de ser presente.
Nós, seres humanos,
Não somos máquinas – somos mais que isso.
Temos sentimentos!
E o que nos faria mais felizes,
Era aumentar a afeição humana.
 

Este poema eu dedico a melhor amiga que eu tive
e tenho em todos os tempos.

Mario Lucio – cronista, poeta e bibliófilo

Emoções

Percepção energética

O feixe de energias de suas emoções está mais próximo dos sentimentos intuitivos do que qualquer outro feixe de energia, na matriz da personalidade.

Suas emoções estão intimamente ligadas às porções profundas e eternas do seu ser e, dessa forma, trabalham junto com a sensibilidade intuitiva para trazer orientação da alma.

Afirmar isso não é o mesmo que dizer que as emoções traduzem a verdade.

A sensibilidade é diferente em todas as pessoas. São motivadas pelos sentimentos sensíveis que afloram nos sentidos de qualquer ser. E não como, procurar ou produzir um sentido que não existe.

Quando uma alma traz sabedoria e verdade, essas energias eternas são trazidas em sua parte inconsciente pela nossa capacidade intuitiva.

A primeira sensação consciente que você tem desse influxo chega na forma de sentimento. Normalmente, é por intermédio do sentimento que você se torna consciente da influência da alma, assim como das forças divinas.

Um exemplo bem claro sobre o que foi citado é quando você passa a sentir essas influencias, geralmente acompanhadas de intenso bem-estar, uma grande sensação de amor, criando raizes num sentimento profundo de transcendência.

Suas emoções funcionam como um receptor dos sinais enviados à personalidade, pelas forças eternas.

Assim, sua consciência verdadeira geralmente inicia com essas emoções.

Para reforçar essa verdade em sua mente, você pode dizer a si mesmo: Minhas emoções são muito importantes, porque atuam como uma ponte entre o que minha alma traz ao inconsciente. E na minha experiência consciente da vida.

Se eu construir essa ponte com solidez, sabedoria, honestidade e amor, então posso esperar que forças orientadoras, cheguem por intermédio da determinação de querer fazer o melhor como também através da minha intuição, levadas à minha consciência sem distorções das emoções negativas.

Mario Lucio – cronista, poeta e bibliófilo

Sonho de amor

Há no meu olhar, uma figura
que nunca se desvencilha,
que nunca se esvai.
É uma figura fulgurante, que promete mil devaneios,
mil delírios de amor.
É de você, minha eterna namorada,
que estou falando,
que estou procurando as palavras mais lindas,
para declamar o meu amor,
pois você está presente em tudo.
Do início à eternidade,
você estará presente.
Não importa o tempo que resta,
o que importa é o tempo de amar, de namorar,
quem sabe até voltarmos a dançar.
Tomarmos um bom vinho tinto seco
e dançarmos a valsa Vienense.
Há no meu olhar, uma figura
transparente,
que me causa fulgor
até os dias de hoje.
Um dia, eu pensei que seria eterno,
mas hoje eu sou exatamente como estou,
esperando que os sonhos se realizem com mais rapidez,
pois o futuro está próximo demais
e eu nunca deixei de te amar nos sonhos, na vida real,
nas ilusões. Na maneira de viver.
Eu te amei no espaço
no mundo. No grito de vitória,
eu te amei e te amo até o porvir.
Na noite, no dia. No convívio com o sol, com a lua,
com as estrelas que aprendemos a contar.
Eu te amei na segurança,
na espera de te encontrar uma vez por semana.
Eu te amei no toque de incerteza,
pensando que você não vinha,
e te amei no encontro, vendo você chegar.
Assim como eu te amei na despedida,
vendo o tempo terminar,
sofrendo, olhando o teu olhar de despedida,
quando o ônibus parava na estação.
E eu seguia adiante, louco para chegar logo,
e dizer mais uma vez, até a próxima semana.

 

Mario Lucio – poeta, cronista e bibliófilo

Amor Estranho ou Sofrimento do Amor

Eu não quero saber do teu amor!
Eu não faço questão que tu me ames!
Eu não preciso do teu carinho!
Eu detesto o teu afeto!
Eu tenho nojo de ti!

Pequenas considerações

O amor é assim mesmo. Quando menos se espera, alguma coisa acontece e o inesperado nos faz uma surpresa. A explosão se faz notar nos mínimos detalhes. Não se pode fazer um agrado ou dar um presente.

As vírgulas alteram a interpretação. O abstrato da criação torna-se concreto, palpável, num mundo em que a lógica está vestida de metáforas para tornar em suspense a leitura de quem lê.

A sabedoria e o conhecimento de quem escreve culmina na sua visão univérsica: UNO que se manifesta em (di)VERSOS, que no espírito da literatura, nada mais é que uma “Unidade na Diversidade”. Não se pode agradar todos ao mesmo tempo. Quem escreve têm que ter a pluralidade das causas e efeitos.

Voltando ao foco principal. Os sentidos mudam de sentido, pois a causa não existe e mesmo assim, a mágoa perdura por um tempo indeterminado, enquanto as raízes da Energia Negativa transparece, causando malefícios tanto para os envolvidos como para quem estiver por perto, fazendo que ninguém entenda mais ninguém.

Mesmo assim, as transformações do amor existem e fazem questão de existir, pois a profundidade do pensamento raciocina de maneiras diversas.

E dessa maneira, ninguém sabe mais se o amor existe, ou tudo se transformou num intenso desamor, com tantas causas metafóricas, sem nenhuma emoção, que seja capaz de reconhecer o que ainda existe de bom no relacionamento.

 

Mario Lucio – cronista, poeta e bibliófilo

Transcendência

Nem sempre o amor é demonstrado como queríamos que fosse. Por incrível que pareça, ele pode surgir algumas vezes em forma de ódio. Em outras, ele aparece como amizade, que é uma circunstância do amor, daí não causa tanta surpresa. O amigo, às vezes, se transcende no amor platônico e, com o decorrer do tempo pode ou não se transformar em amor.

Mas o grande amor floresce no primeiro olhar. O brilho dos olhos no primeiro olhar traz mensagens enigmáticas, que só o tempo pode explicar. O amor à primeira vista, quando colocado de maneira simplicista, nada mais é que um amor profundo, vindo de outras vidas, de outros encontros, de outros delírios, de descaminhos cruzados pela necessidade do encontro. Esse grande amor surge programado pela fascinação do passado, pelo encantamento do presente e pelo entardecer da eternidade.

Eu te amo! É fácil dizer e escrever!

Eu te amo, meu amor! Já existe a transcendência de alguns encontros.

Eu te amo, meu amor, para toda a eternidade! Esse é realmente o grande amor.

Meu grande amor, apesar do pouco tempo de conhecimento, os teus olhos me ensinaram uma maneira de te olhar, de te ouvir, com a tua voz tão doce, suave, no tom certo de ouvir e fantasiar mil pensamentos. Um deles está sendo feito agora: uma homenagem a tua beleza interna e externa. Quanto aos outros pensamentos, deixa pra lá! Um dia o tempo vai te responder!

Meu amor! Minha amiga! Minha querida!

O nosso encontro não demorou muito tempo para acontecer. E quando aconteceu, alguns sonhos já estavam sendo sonhados. Nenhuma pedra estava no caminho. Parecia que tudo estava preparado, programado para o nosso encontro. Nós sabíamos que a vida é cheia de caminhos e os caminhos são cheios de atalhos. E com todas as verdades da vida nós aprendemos a viver, vivendo. Os obstáculos se tornaram inevitáveis. Mas aprendemos a lutar pela vida e pelo nosso amor.

 

Mario Lucio – cronista, poeta e bibliófilo.

Você e o sonho

O sonho não acabou!
John Lennon

Alguém te disse, em alguma ocasião, que te admirava mais do que eu?
Não é preciso dizer!
Como nunca foi preciso dizer!
A certeza como a verdade são absolutas.
Nunca ninguém te falou.
Você surgiu num raio de luz em plena tempestade.
Você é dona de todos os elogios,
De todos os adjetivos.
Você é o delírio de todas as fantasias.
Que alguém pode ter por você.
Você vai além do sonho!
Você vai além da imaginação!
Você é a própria fascinação.
Você é a fascinação que gostaríamos de ter!
Sem ser preciso sonhar.
Ou se sonhar?
Sonhar acordado.
Você é a materialização da perfeição em todas as nuances.
Você é linda!
Você é bela!
Você é o encontro e a despedida.
O espelho não existe para você,
Pois você reconhece a sua perfeição.
Você tem o poder de magnetizar os olhos de quem a vêem.
Você está acima dos paradigmas da vida.
É maravilhoso viver e conviver com você.
Admiração leva admiração.
Ser admirada é o seu princípio básico,
Na evolução da mulher que sabe ser mulher,
Encantadora!
Com gostos e querências mais acentuados,
Demonstrando que nada mais é que um sonho ou devaneio.
É a pura realidade.
Você é linda e vai continuar linda.
Pelo tempo que a eternidade dirá.
Ultrapassando os limites de ser mulher!

 

Mario Lucio – cronista, poeta e bibliófilo.

Olhar

AMOR ESPIRITUAL


Olhe nos meus olhos e você vai ver o que você representa pra mim.
Procure no seu coração, procure na sua alma e quando você me achar lá,
Você não irá procurar mais ninguém e, não me diga depois que não valeu a pena tentar.
Você sabe que isso é verdade; tudo que eu faço, eu faço por você.
Olhe no seu coração, você irá descobrir, não tem nada lá para esconder.
Me aceite como eu sou. Aceite a minha vida.
Eu daria isso tudo, eu me sacrificaria.
Não me diga que não vale a pena lutar.
Lutar por você!
Eu não posso evitar, não existe nada que eu queira mais.
Você sabe que isso é verdade, tudo que eu faço, eu faço por você.
Não existe amor como o seu amor;
E ninguém mais poderia dar mais amor que você.
Não tem lugar, não tem tempo, não tem caminho
Em que você não esteja lá.
Por todo o tempo, por todo caminho
Olhe sempre pra dentro do seu coração.
Nunca olhe para trás com raiva, pois o amor supera todos os dissabores,
Todas as desavenças.
Tanto que, semelhantes atraem semelhantes, e você é o meu complemento de vida.
Assim como eu sou e serei sempre o seu complemento,
Para formarmos uma só pessoa.

 

Mario Lucio – cronista, poeta e bibliófilo.